segunda-feira, 24 de maio de 2010

Foto Antiga....

Nossa olhando esta foto, onde estamos nos, nossas mãe e nossos animais de estimação, que nem existem mais, me bate uma saudade que doí um pouco. Nesta foto tem minha irma a Luiza que já é falecida....que saudade!
Lembranças boas me vem....coisa tipo cheiro, gosto...
Nossa a gente era tão feliz.
Brincávamos muito, íamos há igreja todos os sábados. E aos sábados a tarde repetíamos a escola sabatina com as crianças da rua, bem ali do lado esquerdo da casa..numa sobrinha que fazia...contávamos as historinhas que ouvíamos la, cantávamos as musiquinhas.......nos éramos importantes....tínhamos ate fãs heheheh....
Aos Sábados quase sempre recebíamos visita de algum irmão da igreja que vinha almoçar com a gente, era muito bom. Meu irmão não gostava muito de visitas e sempre ia almoçar no quarto dele, acho que tinha vergonha sei la eu achava aquilo esquisito mais ele sempre fazia isso...Luiza a mais morena da foto a ultima do lado direito da tela,minha companheira de musica ,cantávamos a duas vozes ela soprano e eu contralto....saudade....Espero -la no céu...

sábado, 22 de maio de 2010

Marina






Minha Marina.....

To no meio de um conflito gigante.
Parte de mim quer sair pra bem longe, talvez pra nunca mais voltar.
Tento segurar não sei por quanto tempo ainda resistirei...
As coisas aconteceram bruscamente , nem percebi. Esta parte cresceu....
Sim cresceu tanto que não cabe mais em mim. E agora ameaça me deixar...
Os princípios caíram por terra.
Novas portas se abrem. E la fora muitas coisas acontecem, tantas que nem me dou conta de tudo, apenas as que me cabem, quem sabe ate nem queira saber.
Me tranquei, fechei meus olhos e só minhas mãos tentam segurar...
palavras são contraditarias
Argumentos soltos fazem minha consciência se perder.
Medos me assombram...tantos que nem me cabem... E os que ficam soltos me rodeiam e me ameaçam.
Meus pensamentos se espaçam dando lugar a devaneios sem nexo.
Não me encontro.... estou tão espalhada ... não sei onde estão meus pedaços.
Não sei onde esta meu eu....
Meu eu era NOS....
Tão concreto ...e agora minha consciência ecoa num espaço gigante.
Minhas mãos buscam as tuas que antes estavam aqui...
E agora o que faço?
Vou olhar-te de longe fingindo não te ver...
Tentarei te segurar em meu abraço quando passares por perto.

segunda-feira, 26 de abril de 2010


Vida vazia....

faz tempo que não me encho de nada.... Meu vazio esta grande, e o medo de ele aumentar me atormenta. Tem dias que ate vem alguma coisa tipo.... recompensa. .Recompensa até é bom mais não enche apenas compensa. Quero ficar cheia de tudo que amo. Meus desejos tem limites, e por mais que eu tente ir adiante, sou travada e puxada pra traz. E o resultado... frustração!


domingo, 25 de abril de 2010


Continuando com a historia de minha irmã e eu, bem nos éramos bem unidas, mais brigávamos também como bons irmãos...Nossas brigas lembro-me bem: eram por coisas insignificantes,
alias não sei porque irmãos sempre brigam por nada.
Nossa discussão era quase muda mais falávamos bem baixinho, nossa mãe estava sempre de ouvido antenado, e quando ficávamos completamente mudas, ela vinha com um chinelo na mão porque ela sabia que estávamos grudadas nos cabelos uma da outra, e não dava outra.
Assim que víamos ela armada ate os dentes espalhava-mos pela casa cada uma pra um lado.
Amigos....
cada uma tinhas os seus, isso a gente não misturava. Íamos na balada sim ...na época só tinha uma e era maravilhosa, chamava-se Eveson...
Quem não se lembra da Eveson nossa era demais muitas historias aconteceram lá. Sempre nos encontrávamos na Eveson, cada uma ia com seus próprios amigos, Mais sempre nos cumprimentavamos surpresas de ver que estavamos no mesmo lugar.
Muitas vezes vestindo a roupa uma da outra e sem pedir o que era pior, na real eu usava mais as dela que ela as minhas, nesta hora ela vinha falava bem no meu ouvido.- Com a minha roupa né? e nem me pediu...! mais não brigávamos por isso!
Nos casamos tivemos cada uma uma filha.... Eu A Rochele, e seis meses depois ela teve a Thais, cuidei delas...
Quando a Thais fez dois anos ela faleceu, vitima de incêndio...
Nunca havia experimentado tamanha dor ...Me lembro bem que era um fim de tarde e o céu estava cor de rosa...sempre que vejo o céu assim me lembro daquela tarde tão triste.
Minha companheira morreu, fiquei perdida, e até hoje não me acho. A falta que ela me faz e gigante só Deus sabe! a saudade é grande demais pra caber dentro do peito.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

  • Olhando um saite na Internet que falava de brinquedos antigos, me lembrei de minha irmã que já se foi, e de minha infância que também se foi.Quando ela nasceu eu tinha 11 meses, minha mãe ficou algum tempo hospitalizada por conta de uma cirurgia de pedra na visicula ,que só poderia ser feita depois que minha irmã nascesse.Me lembro muito bem que fomos visitar elas no hospital ,meu pai e eu.Na época eu já andava, e quando vi aquela enorme cama, sim porque pra um bebe de 11 meses a cama era bem alta ,não enxergava minha mãe se não subisse nela.corri feliz da vida pra ver minha mãe, mais como estava ainda aprendendo a andar cai.Meu pai me pegou pela mão ,e me chamou de molenga,minha mãe não gostou, e eu abri um berreiro.Dei um abraço nela ,mais não vi minha irmã que estava no berçário.Me lembro que fui pra casa da família dos amigos de meu pai,Hermes eEnedina , meus padrinhos.O incrível é que me lembro de coisa desta época como se fosse ontem.Nesta casa tinha uma vendinha que era do casal de velhinhos, pais de meus padrinho Hermes e Enedina.Eles tinha mais uma filha que se chamava Nilda, era bem baixinha quase anã.Ela que cuidava de mim. Me lembro de um armário na cozinha que ficava perto da porta que dava pro interior da venda, muitas vezes ela comigo no colo, abria o tal armário e de la de dentro vinha um cheiro de sei la o que, uma mistura de queijo com linguiça.Não posso dizer que era um cheiro ruim mais bom também não era.Na porta dos fundos da cozinha, tinha uma escadinha de uns dois degraus que eu descia de costas.Me lembro que fiquei la por uns dois anos.Era perto da minha casa,e meus pais me visitavam sempre, mais pela frágil saúde de minha mãe não pude ficar com minha família.Meu vicio era a chupeta.Sem ela eu não ficava, e se não encontravam , tinham que comprar logo outra, pois a choradeira era certa.Talvez pela falta diária de minha mãe , me fazia assim tão dependente da tal chupeta.Aos 3 anos de idade voltei pra casa .um belo dia eu estava no portão de minha casa com os pezinhos na grade e olhando a rua, quando passou uma senhora e conversando comigo pediu que eu tirasse a chupeta . Na hora ela me falou que eu deveria me livrar daquela chupeta pois eu era mais linda sem ela. sem pensar muito,fui pros fundos de minha casa onde tinha um terreno baldio e joguei a chupeta por cima do muro. À noite chegou e meu desespero também. Teria que ser forte, Pois eu era responsável por toda aquela situação.Minha mãe toda preocupada se pós a procurar minha chupeta. Então falei que não queria mais e que tinha jogado fora.Me lembro d'ela me falou que eu teria que ser forte e não chorar.A noite foi grande,e me desespero em meio a escuridão me atormentava e isso durou umas 4 noites. Sofri calada, e pra compensar a falta que a chupeta fazia comecei a morder e a chupar minha própria língua , faço isso ate hoje.Meu pai era funcinario da Souza cruz, empresa de cigarros, alias ele fumava muito,Bom mais voltando ao assunto, queria falar de minha irmã, hoje a homenagem é pra ela, que sempre foi minha companheira.Não sei ao certo quantos anos faz que ela faleceu, mais me lembro que foi no dia 19 de Janeiro, o ano não me lembro. Minha memoria resolveu apagar esta parte,de certa forma isso me faz bem.Bom, na nossa adolecencia, gostávamos de ajudar as pessoas, principalmente as pobres.Na rua em que morávamos tinha uma família muito pobre, o casal tinha mais ou menos 5 filhos, não me lembro bem, mais acho que eram duas meninas e 3 meninos. A mãe das crianças trabalhava de faxineira e não tinha tempo pra casa e nem pros filhos que passavam o dia na rua, brincando na arei. Eram crianças lindas e muito queridas, e nos éramos apaixonadas por elas. Então limpávamos a casa deles, fazíamos comida e dávamos banho nas crianças. Minha irmã gostava muito de beijar apertar e abraçar elas, mais não dava pra fazer isso sem primeiro dar um bom banho neles, e éra exatamente isso que fazíamos. Eles não tinha chuveiro, então levávamos eles pra nossa casa e dávamos aquele banho e então beijávamos apertávamos abraçávamos a vontade, e nem imaginem como eles ficavam felizes.Ah nem contei dos piolhos, nossa era demais, esta parte era comigo, alias eu tirava piolho, tirava dente mole e cortava o cabelo de todas as crianças da rua. Eu gostava muito de fazer isso.Aos sábados atarde reuníamos as crianças numa sombrinha ao lado da nossa casa, os bancos era tijolos, ali tentávamos reproduzir a nossa escola sabatina que acontecia na parte da manha na nossa igreja. Cantávamos hininhos,orávamos e contávamos lindas historias, os olhinhos deles brilhavam, e nos nos sentíamos super importantes. Todos os sábados eles vinham na nossa frente da casa, nos chamavam e perguntavam quase em coro.. -hoje vai ter historinha? Nossa minha irmã era minha super companheira, desde muito pequenas cantamos na igreja e na escola em ocasiaoes especais,cantávamos em duas vozes, ela fazia um belo soprano e eu contralto, nunca minha voz casou Tão bem como casava com a voz dela, o tom era sempre o mesmo, havia uma congruência que dava gosto..
bom o sono esta chegando, levanto todos os dias muito cedo pra ir trabalhar. amanha falo mais de nos.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

zoologico



sinto pena dos animais,

acho que eles não deve estar ali,


e sim em seu abtat.

Não acho justo pessoas

colocarem animais em jaulas,


apenas para serem olhados,

acho isso um abuso absurdo.
Amizade...

A Amizade não tem
Cor...
Credo...
Idade...
Não sei porque quando pessoas se conhecem já vão logo perguntando a idade.
Nunca gostei disso e tombem não fico perguntando a idade de ninguém.
Pra que saber disso?isso não serve pra nada, tem gente velha sem experiência em nada e tem jovens cheios de experiências, isso depende a área que cada um atua e por quanto tempo.Ou coisas vividas por cada um, tem velhos que não tem por exemplo experiência
de abandono e tem crianças pequenas que já sabem o que é isso.
Saber da idade só´serve para rotular pessoas, sem querer acabamos fazendo isso,
principalmente se a pessoa não aparenta a idade que tem.
Se parece mais jovem, questionamos o que ela faz pra parecer tão jovem,
-Nossa ela tem tudo isso? não parece...
Ah ela deve ter experiência de vida...o que é isso?
A vida passa e não deixa muita coisa,
a não ser lembranças,que podem ser boas ou não e isso se pode ter em qualquer idade.
Se a pessoa aparenta ter mais idade...
-Coitada deve ter sofrido muito....
Se esquecem que a velhice precoce existe, e pode ter vários fatores,
principalmente quando se trata de excessos.
O primeiro fator, e´o genético, pré disposição, hereditariedade sei la.
Os outros é por culpa da própria pessoa..
Excessos de...
Noites sem dormir,
drogas,
Álcool,
sol em horários impróprios, e por ai vai...
Então..quando conhecer alguém tente não fixar na idade, isso e´o que menos importa.
olhe as qualidades de seu novo amigo, converse sobre o que quiserem,
vai ver que idade não tem a maior importância, pois o que importa mesmo ,de verdade
é a afinidade isso sim define amizades verdadeiras e duradouras.

terça-feira, 20 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Meu dia de hoje..........

Esta é minha primeira postagem...Meu dia não começou nada bem...
Primeiro quando acordei pela manha minha cozinha estava inundada,
a caixa d'agua que fica no forro entornou e a agua entrou pelo forro escorreu pela parede.
Sai de casa as 6:45 peguei a via expressa, rumo a Mauro Ramos, quando cheguei no sinaleiro depois do túnel, um senhor abriu a janela do carro dele e me falou teu carro ta saindo fumaça, não pensei que fosse grave, agradeci e continuei. Quando cheguei na frente do Brechik que é onde deixo meu carro todos os dias quando vou pro trabalho, percebi que a fumaça era demais, abri o capo e pra minha surpresa a mangueira do radiador havia estourado e a agua do radiador vazou toda. resumo gastei 75,00. Hoje só tive problemas relacionados a agua...