sábado, 22 de maio de 2010

Marina






Minha Marina.....

To no meio de um conflito gigante.
Parte de mim quer sair pra bem longe, talvez pra nunca mais voltar.
Tento segurar não sei por quanto tempo ainda resistirei...
As coisas aconteceram bruscamente , nem percebi. Esta parte cresceu....
Sim cresceu tanto que não cabe mais em mim. E agora ameaça me deixar...
Os princípios caíram por terra.
Novas portas se abrem. E la fora muitas coisas acontecem, tantas que nem me dou conta de tudo, apenas as que me cabem, quem sabe ate nem queira saber.
Me tranquei, fechei meus olhos e só minhas mãos tentam segurar...
palavras são contraditarias
Argumentos soltos fazem minha consciência se perder.
Medos me assombram...tantos que nem me cabem... E os que ficam soltos me rodeiam e me ameaçam.
Meus pensamentos se espaçam dando lugar a devaneios sem nexo.
Não me encontro.... estou tão espalhada ... não sei onde estão meus pedaços.
Não sei onde esta meu eu....
Meu eu era NOS....
Tão concreto ...e agora minha consciência ecoa num espaço gigante.
Minhas mãos buscam as tuas que antes estavam aqui...
E agora o que faço?
Vou olhar-te de longe fingindo não te ver...
Tentarei te segurar em meu abraço quando passares por perto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário